Um mundo de notícias do mercado cerâmico

Receba Semanalmente a nossa newsletter por e-mail

Estudo mostra que lodo de ETE pode ser utilizado para produção de blocos de cerâmica


A pesquisadora MSc. Célia Regina Lucas da Silva sob a orientação da Profa. Dra. Adriana Scoton Antonio Chinelatto e do Prof. Dr. Adilson Luiz Chinelatto da Universidade Estadual de Ponta Grossa concluíram que o lodo de ETE pode substituir 25% da massa da argila para a fabricação de blocos cerâmicos.  Utilizaram o lodo da estação de esgoto de Ponta Grossa e aplicaram na fabricação de tijolos e blocos vazados pela Cerâmica São Gerônimo. 

No processo utilizaram a caleação, que promove a estabilização, desinfecção química e térmica através da adição e mistura da cal ao lodo numa porcentagem de 30% a 50% da massa seca de lodo. Para a caracterização do lodo e da argila, utilizaram análises de difração de raios X, análise térmica diferencial e termogravimétrica, fluorescência de raios X e distribuição granulométrica. 

Foram estudadas composições com adições de 5 a 50% em massa do lodo na massa cerâmica. Após a mistura do lodo com as argilas, as amostras foram conformadas por prensagem uniaxial e sinterizadas a 900 ºC, 1000 ºC e 1100 ºC. As amostras sinterizadas foram caracterizadas por medidas de absorção de água, porosidade aparente, resistência mecânica, difração de raios X e microscopia eletrônica de varredura. 

Concluíram através de resultados que a adição do lodo até 25% da massa da argila atende a todos os parâmetros preconizados pelas normas vigentes para fabricação dos blocos cerâmicos.

Global Ceramic, (03/06/2019)

 



2021 © GlobalCeramic - Todos os Direitos Reservados – Política de Privacidade