Um mundo de notícias do mercado cerâmico

Receba Semanalmente a nossa newsletter por e-mail

Savannah descobre quartzo e feldspato bons para cerâmica e vidro na Mina do Barroso


A Savannah Resources testou o feldspato e o quartzo da Mina do Barroso e chegou à conclusão que são adequados a dois dos maiores mercados para estas matérias-primas: o mercado do vidro e da cerâmica.

A Savannah Resources, empresa que explora a portuguesa Mina do Barroso (na foto), divulgou que o feldspato e quartzo encontrados nesta mina são adequados para o fabrico de vidro e cerâmica.

A empresa fez esta descoberta através de um programa de teste, e acrescenta que o vidro e cerâmica são dois dos maiores mercados a nível global para a compra de feldspato e quartzo.

A Savannah Resources é a empresa britânica encarregue de explorar a Mina do Barroso, na qual não existe apenas quartzo e feldspato: existe também espodumena, um mineral que contém lítio. A britânica apontava em abril para um potencial de 23,5 milhões de toneladas de espodumena (com 1,2% de óxido de lítio), um aumento de 17% face às últimas previsões.

Na altura em que começou a exploração da mina, em 2017, a Savannah Resources anunciou ter obtido resultados "excepcionais" nas suas atividades de prospeção de lítio em Portugal, tendo detectado na Mina do Barroso o que diz ser algumas das melhores interseções deste mineral conhecidas até ao momento na Europa.

Jornal de Negócios.PT, (13/08/2019)

 



2019 © GlobalCeramic - Todos os Direitos Reservados – Política de Privacidade